terça-feira, 28 de junho de 2016

O meu pequeno almoço - panquecas de farinha de côco




Há muito tempo deixei de consumir lactose e agora estou a tentar eliminar o glúten. Para quem não sabe, não há apenas pessoas intolerantes ou alérgicas a lactose ou a glúten. Estes dois alimentos prejudicam gravemente a saúde. 

Em relação à lactose:
"o corpo humano é incapaz de absorver o cálcio do leite da vaca, pois ele também eleva o ácido do Ph. Isso implica na proteção do próprio corpo, que usa o cálcio que já temos para combater o ácido altíssimo do leite. Ou seja, perdemos cálcio e não o ganhamos! É um verdadeiro “tapa na cara da sociedade”, eu sei. Mas ao contrário do que a maioria pensa, o leite causa mais prejuízo do que benefício à saúde. Podemos exemplificar com os problemas respiratórios (rinite, bronquite, asma e sinusite) que são comumente associados ao consumo desses alimentos. Prisão de ventre, gastrite, amidalite, cansaço, dores de cabeça, enxaqueca, dermatites e acne também são sintomas frequentes! Esse alimento contém proteínas muito alergênicas, que são difíceis de serem digeridas e que provocam uma alergia denominada tardia, devido ao aparecimento dos sintomas após 3 dias à ingestão do leite e/ou derivados. Essa reação alérgica causa uma inflamação no nosso organismo e sabe o que isso provoca? Doenças cardiovasculares, câncer, diabetes e outras que têm caráter inflamatório. Ou seja, quanto mais você ingere o leite e derivados, mais as chances de contrair um desses males aumentam! Foi provado que o leite pode aumentar as perdas de cálcio nos ossos e que o corpo humano é incapaz de absorver o cálcio do leite da vaca. O leite maximiza a acidez do Ph do corpo humano, que por sua vez desencadeia uma correção biológica natural. Resultado: já que o maior armazém de cálcio do corpo é o esqueleto, adivinha quem supre as carências de cálcio geradas pelo consumo de leite? Sim, o cálcio de nossos ossos! Uma vez expelido dos ossos para equilibrar o pH, o cálcio é expulso pela urina, causando um efeito surpreendentemente contrário ao que é vendido pelas indústrias leiteiras!" - http://drbarakat.com.br/leite-e-seus-maleficios/

Não basta consumir produtos sem lactose, já que é quimicamente retirado e a proteína da vaca mantida no alimento.

Em relação ao glúten:
A inflamação, de forma geral, é um processo em que os mecanismos de defesa do organismo atuam contra uma infecção. Mas, às vezes, o sistema imunológico causa inflamação sem que haja uma infecção realmente, isso por conta de micro-organismos que ele considera estranhos. E é essa reação que os alimentos inflamatórios podem desencadear. Alguns efeitos nocivos são fáceis de perceber, como ganho de peso, desconforto ou inchaço abdominal – danos que, a princípio, podem nem parecer tão graves assim. Os alimentos inflamatórios têm sido associados a sérios problemas de saúde, doenças crônicas como câncer, artrite, diabetes, obesidade e problemas no coração. Com o processo de industrialização, os alimentos passaram a ser carregados de aditivos como corantes, agrotóxicos e outras substâncias químicas(...)O problema maior em relação à estas substâncias inflamatórias é que vamos sofrendo as consequências e só detectamos a presença de alguma intolerância quando já é “tarde demais”. Ou seja, toda a vez que a pessoa comer algo que tenha o glúten, que é o tema do texto de hoje, entre os ingredientes, ela será vítima de uma reação que danificará o forro do intestino delgado e os nutrientes não serão absorvidos apropriadamente, o que desencadeará em reações físicas extremas(...)Nas últimas quatro décadas, inúmeros trabalhos têm revelado que o glúten poderá estar implicado em outras doenças autoimunes. De fato, foi constatado que pacientes com Doença Celíaca têm um risco aumentado de outras doenças autoimunes, tais como diabetes tipo 1 (DT1), doenças autoimunes da tiroide (como a tireoide de Hashimoto), psoríase urticária, síndrome de Sjögrene nefropatia IgA, entre outras. Importante salientar que essa inflamação gerada pelo glúten proporciona ambiente oportuno para instalação e desenvolvimento/agravamento de doenças autoimunes. Por essa razão, ao meu entender, a primeira ação alimentar quando se manifestar qualquer doença é a imediata retirada de alimentos potencialmente alergênicos e intolerantes, como o glúten e a lactose. Além disso, há alguns trabalhos a implicarem diretamente o glúten (ou algumas das suas frações proteicas, como as gliadinas) que são confundidas como agentes externos alergênicos e o organismo erroneamente desenvolve anticorpos para atacar essa proteína, mirando em seu próprio organismo por ter confundido suas células como na artrite reumatoide, síndrome de Sjögren, esclerose múltipla, psoríase, nefropatia IgA67, hashimoto e DT1.- http://drbarakat.com.br/como-o-gluten-pode-desencadear-doencas-autoimunes/

Depois disto, espero que ponderem e passem a fazer substituições alimentares.
Deixo-vos a receita das panquecas do meu pequeno almoço

Ingredientes:
  • 1 banana
  • 2 ovos
  • 2 colheres de sopa de farinha de côco
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de chá de açúcar de côco
  • 2 colheres de sopa de leite de côco (pode alterar com leite de amêndoa, avelã, aveia ou arroz)
  • óleo de côco
(pode colocar 1 colher de chá de cacau em pó na mistura - não costumo colocar, mas é uma opção doce saudável)



Para acompanhar:
(Opte por alternar entre os frutos. Evite misturar)
  • Morangos
  • Framboesas
  • Mirtilos

Como fazer:
Coloque tudo no liquidificador até ficar bem misturado
Numa frigideira anti-aderente coloque um pouco de óleo de côco. 
Deixe aquecer o óleo
Coloque a massa das panquecas em pouca quantidade de cada vez, formando o círculo com pouco espessura.
Deixe cozinhar em lume brando dos dois lados .

Coloque num prato

Esmague a fruta que escolheu para o dia e coloque entre duas panquecas ou à superfície de uma delas.
Hoje, por exemplo, comi as minhas panquecas com morango esmagado.
Ficou delicioso!



Como faz as suas? Tem outra receita de panquecas de farinha de côco?
Com que acompanha?



Cuide de si  por dentro e fora
Sinta-se bonita









7 comentários:

  1. Parecem ser muito boas... um dia experimento cá em casa!
    Já estou a seguir o teu blog!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São fabulosas!
      Já experimentou?
      Segui o seu blod
      Um beijinho

      Eliminar
  2. Não conhecia esta receita de panqueças, gostei imenso, parece-me bem saudável. E não fazia ideia de que existe açucar de coco :)

    Beijinho <3

    Lina Soares
    http://trintaporumalinhanoticias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vindo do côco, tudo é saudável e eu adoro :D
      Chegou a experimentar? O que achou?
      Beijinho

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Provou? O que achou?
      Já sigo o seu blog.

      Um beijinho

      Eliminar

Deixe o seu comentário e opinião. Beijo no coração! <3